Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



 

La volto eu a mesma conversa, mas as vezes vejo os menus das meninas que querem emagrecer e  vejo escarrapachados os iogurtes light e outras coisas que contem aspartame e glutamato e depois espantam-se que tem compulsao alimentar. Leiam os rotulos e nao se metam neste ciclo vicioso. Desde que aprendi isto (e nao comer coisas com açucar) e o faço, nao tenho apetite.

 

O ciclo vicioso é inevitavel, uma pessoa pensa que esta gorda, ora o que faz? Compra iogurtes light e outras tretas light. O aspartame (adoçante) que depois consome vai fazer aumentar o apetite por carbohidratos , pizzas recheadinhas de queijo e bacon que contem glutamato, que ainda vão fazer o apetite aumentar mais. E ficam mais gordas e comem mais mer**s light e cada vez ficam mais gordas e desesperam porque nao conseguem-se controlar. Párem! Comam coisas NORMAIS!

 

Quem quiser saber mais sobre glutamato clique aqui e como saber em que comidas se encontra aqui (pois nem sempre aparece com a palavra glutamato)

 

 

Ciclo:

 

Está gorda - Come m. light - Abre o apetite - come mais - Mais gorda ainda - come m. light - ...

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Encontrei este artigo muito bom sobre a doença de Alzheimer aqui

 

As previsões são terríveis, os numeros são assustadores.


A Doença de Alzheimer é agora a causa mais comum de demencia em pessoas com mais de 65 anos. As previsões sobre o futuro da população envelhecida com Doença de Alzheimer são em números de milhões.


Se vc viver até aos 85 anos as suas possibilidades de desenvolver demência grave pela Doença de Alzheimer (DA) são de 50%. Os nossos cientistas e a comunidade médica dizem-nos que não há cura, não há prevenção. As razões científicas para esse potencial de aumento desta doença devastadora é porque estamos com vida mais longa, no entanto, comparando as percentagens de pacientes com DA nos anos passados, não está relacionada com os números da população. O número de pessoas afectadas por esta doença cresceu rapidamente nos últimos 30 anos a um nível alarmante.


Pode não haver cura e a questão continua na prevenção, mas há uma enorme evidência de uma causa provável, ignorada pela indústria farmacêutica.
Ignorada porque os sistemas ocidentais médicos não levam em conta a ingestão dos nutrientes e os efeitos dos químicos ingeridos na alimentação.

Vejamos alguns factos da alimentação nos últimos 30 anos.


Em 1970 o aspartame foi introduzido em alimentos sob a forma de NutraSweet. O aspartame é uma excitoxina, que a coloca na categoria das neurotoxinas. As neurotoxinas matam as células do cérebro. O aspartame é acumulado no sistema e é fácilmente absorvido pelo hipocampo e pelo hipotálamo, porque eles não estão protegidos por barreiras no sangue do cérebro.
As pesquisas mostram que estes dois componentes essenciais do cérebro são os mais afectados na DA. Duzentos milhões de americanos consomem mais de 5.000 produtos contendo 15.000 toneladas de aspartame por ano. Isso traduz-se em 30 milhões de libras (peso) de um assassino cerebral.

 

Nos anos 70, quando a industria do fast food começou a crescer no mercado o uso de MSG (Glutamato) começou a sua subida insidiosa no nosso fornecimento alimentar. O MSG é também uma excitoxina, outro assassino cerebral. O MSG é uma droga química aditiva que cria dependência a certos alimentos. É usado na investigação médica para criar obesidade nos ratos. O MSG não tem valor nutricional, não é um alimento. É um intensificador de sabor. Faz com que comida inadequada saiba bem.


O MSG começou a ser introduzido no fornecimento alimentar em lares para estimular os idosos a comer mais comida. A maior parte dos alimentos e mais de 90% do fast food tem altas doses de MSG, uma neurotoxina. O MSG é ocultado sob diversos nomes porque o consumidor começa a estar esclarecido e evita estes químicos tóxicos.


O MSG está escondido nos ingredientes dos alimentos tais como a proteína hidrolizada, HVP (proteina vegetal hidrolizada), caseinato de cálcio, extracto de milho, caseinato de sódio, gluten hidrolizado de trigo, milho hidrolizado. Se estes estiverem na listagem dos ingredientes da sua comida vc está a ingerir MSG.
São produzidas 1 milhão e meio de toneladas de MSG anualmente para consumo global deste assassino cerebral.

 

O Mercúrio, outra neurotoxina e assassino cerebral é encontrada no nosso fornecimento alimento em níveis alarmantes. O Mercúrio, tal como o Aspartame e o MSG, também destrói os nuronios cerebrais. As mulheres grávidas e as crianças são avisadas para não consumir peixe. É bombeado para o nosso ar às toneladas por fábricas. O Mercúrio implantado nos nossos dentes infiltra-se no corpo. Injectamo-lo directamente no sangue através de algumas vacinas que damos aos nossos bébés e a qualquer pessoa que tenha tido um surto de gripe.


Um dos maiores cientistas de genética imunitária mundais, Hugh Fudenberg, fez um estudo entre 1970 e 1980. A sua investigação encontrou que os indíviduos que levaram cinco vacinas da gripe num período de 10 anos teriam desenvolveram 10 vezes mais a Doença de Alzheimer do que as pessoas que levaram apenas 1 ou 2 vacinas. Ele concluiu que os efeitos acumulativos no cerebro do mercúrio e do alumínio no cérebro causavam disfunções cognitivas.

As três neurotoxinas listadas acima são todas ingeridas ou injectadas na população diáriamente em quantidades tóxicas. O efeito acumulativo deste assalto aos corpos e cérebros da população americana é óbviamente devastador.


Considerem os efeitos ao longo da vida destes tóxicos químicos nas nossas crianças e o efeito na sua saúde mental futura. Todos os químicos acima são conhecidos por causarem disfunção cognitiva e estão implicados em problemas de comportamento como está demonstrado no ADHD - Transtorno do deficit de Atenção/Hiperatividade.

Pode não haver cura para a Doença de Alzheimer , mas prevenção?
Possívelmente. Parem de consumir estas três neurotoxinas e irão longe no sentido de evitar a Doença de Alzheimer.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Hoje celebra-se o Dia Mundial da Doença de Alzheimer, que para quem nao sabe, relaciona-se e muito com o glutamato. Os remedios que os doentes tomam, tem como finalidade impedir  que o glutamato entre em contacto com os seus receptores (nos neuronios), pois provoca a destruição dos mesmos levando a ficarmos xexes.(o mesmo efeito provoca aspartame)

 

Ora pensemos, se as pessoas nao sabem que a maioria dos alimentos num supermercado tem o glutamato como aditivo quimico (que há 50 anos nao era adicionado), e os desgraçados dos doentes andam a tomar medicamentos para que nao entre no cerebro, nao sera isto uma contradição?

 

Se continuam a comer pão que diz proteina hidrolisada*, chouriços e batatas fritas com intensificador de sabor*,sopas com caldos,iogurtes e bebidas light, todos vamos acabar por ter problemas de origem neurologica.

 

*quimicos que contem glutamato monossodico.

 

Enquanto nao se alertar para a continuação deste "envenenamento" da comida, as noticias publicaram que os numeros dos doentes afectados vao duplicar em 2040!!! Mas paralelamente passam constantemente anuncios na TV sobre alimentos com glutamato e aspartame .

 

E depois tambem se espantam que as pessoas obesas tem ‘graves degenerações cerebrais, ora pensemos, se os obesos tem tentencia a comer mais fast food, onde o glutamato abunda, tem toda a hipotese de originar problemas cerebrais.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Aditivos parte 2

por buxi, em 27.08.09

Pelo post anterior vejo que normalmente se associa aditivos a enlatados, mas bom seria se o mal fosse so esse.

 

Infelizmente existem em muitos alimentos, como iogurtes, pois o aroma a morango nada tem de morango, é um quimico que tenta simular o sabor. Normalmente tudo o que vem embalado com cores muito atraentes é de duvidar...Entao bolachas sao dos alimentos com mais aditivos que ja vi, da velha bolacha de trigo e manteiga, agora sao capazes de ter uns 20 quimicos. E o pão entao ate me assusto, praticamente todos tem soja e açucar.

 

E depois perguntam " entao assim nao temos nada pra comer". Se fosse assim como tinham sobrevivido as pessoas nos seculos anteriores? E os animais que vivem fora das cidades? O D. Afonso Henriques nao comia Chocapics pela manhã, nem geladinhos no Mac Donalds e andava ai a galgar o pais.

 

Desde o aparecimento dos quimicos que as doenças neurologicas ( Alzeimer, Parkison, Depressão, etc) e a obesidade tem aumentado. Sera que as pessoas nao conseguem fazer essa associação?

 

Perceber que se tirarem os quimicos (sim porque eu nao chamo isto de alimentos, mas algomerados de quimicos com sabor) da sua alimentação diaria, como gelatinas, pudins, bolachas,molhos pre feitos, temperos em cubos, ou seja, tudo o que nao e feito com alimentos puros, o apetite diminui drasticamente?

 

Vou dar um conselho : Se nao conhecem os ingredientes que leem nos rotulos, nao os comprem!

Um exemplo de ratoeira tipica: Peguem num pao, leiam o rotulo, diz la proteina de Trigo hidrolisada. Meus amigos, isto nao tem nada a ver com trigo! E puro glutamato que so serve para vos dar ainda mais fome. Ora a comer um pao destes, de certeza que passado nem 5 minutos estao a comer mais uma fatiazinha "inofensiva".

 

Segundo o livro que estou a ler (Excitotoxins)  a proteina hidrolisada  e feita a partir de vegetais podres, que como o estado indica, nao estao aptos para serem vendidos. O processo da hidrolise consiste em ferver estes vegetais em acido, em que de seguida passam por um  processo de soda caustica para neutralizar. O resultado deste produto é um po castanho alto em  neurotoxinas: glutamato, aspartame  e acido cisteico. É depois inserido pela industria alimentar desde  latas de conserva a papas para crianças. E o resto voces ja estao carecas de saber.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Have you ever wondered how a can of baked beans stays on your shelf for a year , not getting rotten?

Baked Beans Well, it's all due to the power of preservation and the secret of additives. But beware, there are a number of food additives that can also challenge your health. These additives are particular substances that are added to specific foods in order to improve their appearance, the taste, and even to preserve the flavour that the food has.

Food additives are natural-based and artificial-based. There are different types of food additives: preservatives, enzymes, sweeteners, emulsifiers, modified starch, colourants, thickener or stabilisers. While additives have been used in various types of foods, medical professionals have only recently discovered that some of these substances can actually affect your health.

Says Kinita S Kadakia, a diet consultant, “Different food additives are added for different purposes: To improve shelf life or storage time, to make food convenient and easy to prepare, to increase the nutritional value, to improve the flavour of foods, to enhance the attractiveness of food products and improve consumer acceptance. However, manipulation of food by addition of chemicals can have a profound effect on the biochemical balance of our body.”
Hence, one should have natural foods that can provide essential vitamins, minerals, and nutrients to the body.

Additives to avoid and their health risks:

Hydrogenated fats -- cardiovascular disease, obesity.


Artificial food colours -- allergies, asthma, hyperactivity; possible carcinogen

Nitrites and nitrates -- these substances can develop into nitrosamines in body, which can be carcinogenic.

Sulfites (sulfur dioxide, metabisulfites, and others) -- allergic and asthmatic reactions

Sugar and sweeteners -- obesity, dental cavities, diabetes and increased triglycerides (blood fats) or candida (yeast)

Artificial sweeteners (Aspartame, Acesulfame K and saccharin) -- behavioural problems, hyperactivity, allergies, and possibly carcinogenic.
Food labels caution against the use of any artificial sweetener by children and pregnant women. Anyone with PKU (phenylketonuria -- a problem of phenylalanine, an amino acid, metabolism) should not use aspartame.

MSG (monosodium glutamate) -- common allergic and behavioural reactions, including headaches, dizziness, chest pain, depression and mood swings, also a possible neurotoxin.
Preservatives (BHA, BHT, EDTA, etc) -- allergic reactions, hyperactivity, possibly cancer causing; BHT may be toxic to the nervous system and the liver.


Artificial flavours -– allergic reactions.
Refined flour -- low-nutrient calories, carbohydrate imbalances, altered insulin production.
Salt (excessive) -- fluid retention and blood pressure increases.

Be aware and create awareness to reduce and avoid consumption of such foods.

Healthy tips
* The first step is to sharpen your awareness about what you’re currently eating.
* Wash all of your fruits and vegetables before consumption.
* Fresh foods are always the first and best choice, then frozen, canned foods as last resort. If you must buy canned foods, consider the ones with the lowest sodium content.
(Inputs by Kinita S Kadakia, diet consultant)

'+ capt +'
'; else var b2 = '
</br>
'+ capt +'
'; bellyad.innerHTML = b2 + b1; </script>

  Fonte  

Autoria e outros dados (tags, etc)


Cola procura novo adoçante...

por buxi, em 25.08.09

Ha uns dias coloquei aqui o link para uma entrevista que foi feita com o Dr. Russell Blaylock, conhecido por alertar para as neurotoxinas na comida. Uma delas, o aspartame é usado na Coca Cola Diet e Zero, mas ninguem diz nada.

 

No site onde foi feita a entrevista há uma secção de comentários onde uma pessoa, que da me a entender que falou com alguem que estava a trabalhar para uma marca de Cola ( nao necessariamente a Coca Cola) a qual disse que a empresa desse refrigerante, andava a procura de um adoçante para subtituir o aspartame, pois sabia que era toxico. Fica aqui um pouco, quem quiser ler os comentários completos da entrevista clique aqui.

 

"In 1996, I was cutting the hair of a man who sat in my chair. And like I always did, I asked him, what he did for a living. He told me he was a researcher at the MSU. I said, what are you researching? He said, I am trying to come up with a substitute diet sweetener for one of the cola companies, that I can’t disclose. I told him about my experience with Aspartame. He said , that is what needs to be removed from the diet pop. He had an accent and so I asked him where he was from, he said Poland and he had been working on an alternative sweetener, with a 5 yr grant, that would be able to with stand heat and cold, and consequently would not change the taste of the cola. I told him that they used to put Saccharin in diet pop, and I had no problem with that, but I Reagan stopped that saying it could cause bladder cancer, and come to find out it doesn’t. It did in the lab on rats but we do not have the same enzymes the rats do. He then said, Asparatame and MSG is very toxic to humans, and your country now has those chemicals in over 5,000 of your food products. Your country needs to get that toxin out of your food chain, or will cause many medical problems. That is what I hope to be able to find is a alternative sweetner. I suggested, stevia….I think that is what he finally come up with …..but not true for the rest of food products……"

Autoria e outros dados (tags, etc)

Deixo aqui o link para uma entrevista que vai passar numa radio  online Americana. Julgo que deve começar as 15 horas de Portugal.

A entrevista é com o neurocirugião Dr. Russell Blaylock que tem advertido durante muito tempo o perigo das neurotoxinas (ou excitotoxinas) para a saude humana, estando presentes em mais de 6000 produtos que se encontram, sem qualquer advertencia, a venda nos nossos supermercados.

 

E no Alex Jones Show online, Clique na imagem para ouvirem:

 

 

Se nao conseguirem o video da entrevista ja estão no youtube, porque hoje é  uma repetição de ontem.

 

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Aspartame esta prestes a ser banido?

por buxi, em 15.08.09

Boa noticia!


Noticia completa aqui

 

Alguns paragrafos:

 

Performed by the European Ramazzini Foundation in Italy, it discovered that long-term ingestion of aspartame in rats increased their risk of several different forms of cancer

 

Ramazzini immediately followed this up with more research, in which rats were exposed to aspartame in pregnancy and after birth. The offspring produced by these pregnancies were found to be at an increased risk of cancer. Exposure during pregnancy was found to heighten risk

 

In the light of this sort of evidence, how is it still OK for aspartame to be sold and therefore eaten by men, women, pregnant women, children, and developing fetuses? Because our regulatory authorities say it’s OK, that’s why.

However, maybe things are about to change. I read on the American online newspaper The Huffington Post that the FDA may be set to ban aspartame [3]. According to Professor Sam Epstein, cancer-prevention expert and professor emeritus at the University of Illinois in Chicago, “Under the explicit provisions of the 1958 Delaney Law, which requires an automatic ban on carcinogenic food additives, it is anticipated that Dr. Margaret Hamburg, the newly appointed FDA Commissioner and inspiring public health advocate, will promptly ban the continued use of aspartame.” Which can only be a good thing, I reckon.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Deixo aqui alguns dos paragrafos que encontrei neste artigo ( clicar aqui para ler completo)

 

O New York Times, em 15 de Novembro de 1996, publicou um artigo a respeito de como a Associação Americana de Dietética recebe dinheiro da indústria Alimentícia para endossar seus produtos. Por isso, eles não podem criticar aditivos ou falar a respeito de sua ligação com a MONSANTO. A que ponto chega isso? Dissemos a uma mãe cujo filho estava usando Nutrasweet para interromper o uso do produto. A criança estava tendo convulsões diárias.

A mãe telefonou para o médico, que telefonou para a Associação que disse ao médico para não interromper o uso de NutraSweet. Estamos ainda tentando convencer a mãe que o Aspartame está causando as convulsões. Toda vez que interrompemos o uso do Aspartame, as convulsões cessam. Se o bebê morrer, sabemos de quem é a culpa, e contra quem lutamos. Existem 92 sintomas documentados de Aspartame, do coma à morte.

 

O Aspartame muda a química do cérebro. É a causa de diversos tipos de ataque. Esta droga muda os níveis de dopamina no cérebro. Imagine o que acontece com os pacientes que sofrem de Doença de Parkinson? Também causa malformações fetais. Não existe nenhuma razão para se utilizar este produto. NÃO É UM PRODUTO DIETÉTICO! Os anais do congresso dizem: Ele faz você desejar carboidratos e faz engordar.

Dr. Roberts viu que quando ele interrompeu o uso do Aspartame a perda de peso foi de 9,5 kg por pessoa. O formaldeído se armazena nas células adiposas, principalmente nos quadris e coxas. O Aspartame é especialmente mortal para os diabéticos. Todos os médicos sabem o que o metanol causaria num diabético.

 

O Dr. H.J. Roberts, especialista diabético e perito mundial em envenenamento pelo Aspartame, escreveu um livro entitulado: DEFESA CONTRA A DOENÇA DE ALZHEIMER (1-800-814-8900). Dr. Roberts conta como o envenenamento pelo Aspartame está relacionado à doença de Alzheimer. E realmente está. Mulheres de 30 anos estão sendo internadas com Alzheimer.

 

Dr.Roberts diz que o consumo do Aspartame na época da concepção pode causar defeitos no feto. A FENILALANINA se concentra na placenta causando retardo mental, de acordo com o Dr. Louis Elsas, Professor de Genética Pediátrica na Universidade de Emory.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


The Missing Link...

por buxi, em 27.07.09

 

 

 

A explicação porque e que de repente, desde ha poucas decadas, a obesidade,cancro e outras doenças aumentaram como nunca na historia...

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2005
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D


Links

A Dieta

Indice

Úteis

Blogs

Pesagens

Links