11.3.09

Volto a colocar aqui um dos artigos que meti há mais de um ano aqui no blog e continua a ter interesse:

 

 

Estudo  feito pelo investigador Jesus Fernandez-Tresguerres, o qual diz o seguinte:

 

"UM ADITIVO QUE POTENCIALIZA O SABOR... E A FOME

 

Uma investigação indica que o glutamato que se adiciona aos alimentos desperta a voracidade.

 

O glutamato monossódico, chamado de E-621, é um produto tido como natural e tem sido usado indiscriminadamente por ser considerado um produto inócuo. Porém, um estudo científico em ratos, indica que o glutamato monossódico aumenta a voracidade em 40%. Tudo indica que este estudo esteja nos fornecendo algumas pistas para explicarmos a atual epidemia de obesidade.

 

O E-621 é muito utilizado em batatas fritas e em aperitivos embutidos. As salsichas são um dos alimentos que podem conter glutamato monossódico para potencializar o sabor das mesmas. O uso massivo deste produto explica porque as 200.000 toneladas de glutamato que eram produzidas em 1970 passaram para  1,5 milhões de toneladas em 2004.

 

Por que entre pessoas que comem o mesmo e fazem o mesmo exercício, umas engordam e outras não?

 

Faz algum tempo que os especialistas consideram que a epidemia de obesidade que afeta os países industrializados não é somente um problema de equilíbrio entre as calorias que são ingeridas e as que se gastam, que o sedentarismo e uma má alimentação são causas claras, porém não únicas de um fenômeno que preocupa cada vez mais as autoridades sanitárias.

 

 

Sabe-se que existem os fatores genéticos, neurológicos e endócrinos. Porém, será que existe outro elemento na alimentação que pudesse influenciar no ganho de peso? Investigações realizadas, em modelos experimentais, pelo investigador Jesus Fernandez-Tresguerres, sugerem que a ingestão de alimentos que contém glutamato monossódico, um potencializador do sabor conhecido como E-621, desperta uma fome ansiosa, até o ponto que incrementa a voracidade em 40% das ratas estudadas.

 

Segundo o investigador, o glutamato atua sobre os neurônios de uma região cerebral chamada núcleo arqueado, impedindo o bom funcionamento dos mecanismos inibidores do apetite."

 

 

 

Podem ler o resto no seguinte LINK


2.12.08

Resolvi mostrar-vos algumas das maneiras de ver se um produto tem ingredientes "ratoeira", os quais existem estudos que indicam que provocam compulsão alimentar. Eu já estou calejada e sei de cor, mas pra quem não sabe deixo aqui uns rotulos de alguns produtos:

 

Neste tem o açucar em primeiro lugar, o que quer dizer que é o ingrediente que mais existe neste alimento, os alimentos vem por ordem da quantidade que existem. Depois na secção dos Edulcorantes encontra-se o E-951, mais conhecido por aspartame. E no fim a frase Contém uma fonte de fenilalanina é o mesmo que dizer que tem aspartame ( é obrigatorio por lei para avisar os doentes que sofrem de fenilcetonúria). Se querem ataques de gula por comida, este é o alimento ideial.

 

 

 

Todos os ingredientes a sublinhado dao compulsão alimentar, é so lerem. Gordura vegetal hidrogenada, maltodextrina, dextrose,extracto de levedura são muitas vezes glutamato mas em porções inferiores.


21.10.08

Bom dia!!

Encontrei mais um artigo que fala sobre o açucar. Deixo aqui algumas frases que retirei, mas podem ler o artigo completo neste Link

 

"A dependência instala-se desde os primeiros meses de vida, com consequências bem amargas para a saúde. As temidas cáries dentárias e a obesidade são apenas duas faces visíveis do problema."

 

"Cada português consome, em média, 35 quilos de açúcar por ano, ou seja, cerca de 100 gramas por dia, o que equivale a cerca de 12 pacotinhos de açúcar iguais aos que usamos no café!"

 

" Os portugueses ocupam actualmente o segundo lugar em matéria de calorias diárias ingeridas, com 3741 calorias"

 

“O açúcar corrente é o alimento que mais contribui para a obesidade e outros desequilíbrios metabólicos”

 

"Associada ao consumo do açúcar e dos adoçantes sintéticos, encontra-se uma longa lista de possíveis complicações para a saúde."

 

"A ingestão de açúcar pode activar um sistema de recompensa no cérebro que nos impele a repetir a dose, tal como sucede com a heroína"

 

"Experiências realizadas com ratos, conduzidas pelo neurocientista Bart Hoebel na Universidade de Princeton nos E.U.A., revelaram que em apenas 10 dias os pequenos roedores duplicaram a ingestão da solução açucarada, bebendo-a logo na primeira hora em que estava disponível"

 

"as crianças durante o primeiro ano de vida não devem ingerir açúcar ou sal. No entanto, a maioria dos alimentos destinados a bebés, como papas e boiões de fruta, contêm sacarose. Sendo o açúcar uma substância energética que entra rapidamente na corrente sanguínea, não é de admirar que as crianças manifestem grande agitação e oscilações de humor ou que tenham dificuldade em dormir.

 

"problemas mais graves, como tumores cerebrais, lúpus e esclerose múltipla, têm sido directamente ligados ao aspartame (E 951), também conhecido como «Canderel»"

 

Deixar o açúcar - Testemunhos

 

“Livrei-me dos piores venenos”


Há mais de um ano que Fernando Meireles, líder dos Realejo (grupo de música étnica e tradicional) cortou radicalmente com o açúcar. “Podem pôr-me à frente a coisa mais deliciosa do mundo que não me causa água na boca”, garante. “Durante anos procurei uma explicação para o meu cansaço e estados depressivos. Os medicamentos faziam-me sentir ainda pior, até que despertei para a questão do açúcar quando estava a ler um livro do Aldous Huxley”. Pesquisou os efeitos do açúcar na internet e resolveu cortar a sua dose diária, “só para experimentar, até porque achava que não consumia muito açúcar, só punha um pacotinho no café da manhã e às vezes comia um chocolate ou uma sobremesa”. Alguns dias de abstinência bastaram para notar diferenças: “sentia-me menos cansado, menos stressado, mais optimista, mais leve…”.


O açúcar foi posto definitivamente de parte. “Foi uma descoberta fantástica. Se me contassem, eu, que sou muito céptico, não acreditava”. Desde então, muitos amigos “entraram na onda” e têm feito “o teste do açúcar”. Nas pessoas mais gordas o efeito é mais demorado, adverte. “A maioria das pessoas nem sabe o que é estar livre do açúcar, porque desde pequenos somos encharcados de coisas doces”. “Parece que de repente acordamos, sente-se a vida de outra maneira”, garante. “Já não dá para voltar atrás”.

 

“Vale a pena tentar”


Há dois anos que Liliana Ferreira aumentava de peso sem qualquer razão aparente. “Já tinha deixado de comer sopa, de lanchar, fazia refeições rápidas à noite, tinha cortado com as gorduras… mas não conseguia diminuir de peso. A retenção de líquidos nas pernas era o que mais me incomodava e preocupava”. A experiência entusiástica de um amigo alertou-a para a hipótese do açúcar alterar o metabolismo normal do organismo. “Resolvi tentar cortar: passei a tomar o café pingado e sem açúcar, deixei de comer sobremesas doces, incluindo as saladas de fruta, e, principalmente, acabei com os rebuçados que punha na boca ao longo do dia para tentar disfarçar a falta de energia”. Só então reparou na quantidade de açúcar que ingeria diariamente.


“Fiz um corte radical e durante dias tive uma reacção física muito nítida, sentia uma enorme pressão nos maxilares e uma dor intensa, não conseguia descontrair – nunca me tinha acontecido…”. Em ocasiões sociais e festivas ainda prova uma sobremesa com açúcar mas “passei a enjoar coisas muito doces”, o paladar habituou-se ao sabor natural dos alimentos. “Em poucos meses perdi oito quilos, deixei de ter acumulações de líquidos e recuperei a alimentação normal, com refeições completas e direito ao lanche”. Não estava à espera de tanto. “Um facto curioso é que também deixei de sentir dores nas costas, devido a uma lombalgia crónica que me perturba há vários anos. Será mera coincidência?”.


13.10.08

Bom dia, já lá vão mais de duas semanas sem tocar em nada com açucar refinado e a verdade é que desapareceu a compulsão alimentar, espero que continue assim :)

Hoje fui ler um novo comentário, que tinha no meu blog, de uma menina que também deixou açucar ,leiam aqui .

 

Ontem tive uma ideia, vinda de um habito que o meu namorado tinha em pequeno. Vou lhe chamar "refrigerante saudável".

Ora peguem numa água com gas, por exemplo, água das pedras e juntem umas gotas de limão.

Não adicionem açucar!!

E voilá, têm um genero de sumo de limão com gas, sem calorias e sem qualquer tipo de quimicos.

+

 

PS: Podem adicionar em vez de limão laranja, mas fica com mais calorias.

 

Boa semana!

 



RSS
Pesquisa de artigos :
 
Arquivos
2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


2005:

 J F M A M J J A S O N D