De Rita Coutinho a 27 de Junho de 2011 às 17:33
Boa tarde! Não sabia onde comentar, por isso resolvi comentar num dos post mais recentes. Queria falar-lhe do Glutamato, poderia dispôr de uma atenção especial no seu blog, já vi que tem imensos posts e artigos sobre o glutamato mas permita-me uma sugestão.

Os consumidores detectarão melhor a presença de glutamato nos alimentos se souberem as suas siglas:

E 621 - Glutamato mónossódico
(sal de sódio do ácido glutâmico)

E 622 - Glutamato monopotássico
(sal de potássio do ácido glutâmico)

E 623 - Diglutamato de cálcio
(sal de cálcio do ácido glutâmico)

E 624 - Glutamato monoamónico
(sal de amónio do ácido glutâmico)

E 625 - diglutamato de magnésio
(sal de magnésio do ácido glutâmico)


Todos eles são intensificadores de sabor, estão presentes na generalidade dos alimentos, incluindo FIAMBRE, CHOURIÇO, DELICIAS DO MAR, PIZZAS PREPARADAS, e na generalidade de alimentos processados, como CALDOS DE SOPA, SOPAS INSTANTANEAS, etc. São de evitar, pois podem provocar reações alérgicas além de que abrem o apetite.

Muitas vezes os produtos alimentares apenas indicam o código do aditivo, as pessoas até já ouviram falar do glutamato, mas como não sabem o código, não ligam, por isso, é bom decorar estes cinco números. (e mais uns tantos...)

Cumprimentos

De buxi a 29 de Junho de 2011 às 18:57
Olá Rita, muito obrigada pelo seu contributo. É realmente importante tomar conhecimento das variantes do glutamato.