Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Noticia retirada do Correio da Manhã

Nutricionista americana faz experiência com McDonald's

 

Uma nutricionista americana fez uma experiência com um ‘Happy Meal’ da cadeia de fast food McDonald’s, fotografando-o em 2009 e guardando-o, para comprovar o poder dos conservantes. Um ano depois o hambúrguer e as batatas continuavam quase iguais, sem qualquer tipo de odor ou outros sinais de decomposição.

 

O 'Happy Meal' é uma refeição que se destina a crianças e a nutricionista Joann Bruso defendeu, em declarações ao diário britânico 'Daily Mail', que o facto de não apresentar indícios de decomposição passado tanto tempo demonstra que essa comida não é saudável.

 

No decurso deste período, Bruso também afirma que nem moscas nem outros insectos foram atraídos pela refeição da cadeia McDonald's.

 

A americana afirma ainda que ‘se as moscas ignoram um ‘Happy Meal' e os micróbios não o decompõem, então o corpo de uma criança também não poderá metabolizá-lo convenientemente.

Ao longo dos anos, a cadeia de fast food americana McDonald's tem-se esforçardo para provar que os seus alimentos são de qualidade, contrariando mitos criados acerca dos mesmos.

No entanto, estudos recentes indicam que cada produto contém, em média, sete aditivos alimentares. O pão tem conservantes como cálcio e propionato de sódio, a fatia de pickle contém benzoato de sódio e nas batatas fritas são detectáveis ácido cítrico e pirofosfato ácido de sódio, que mantêm a sua cor.

A McDonald's ainda não reagiu à experiência da nutricionista mas alguns críticos chamam a atenção para o facto de Joann Bruso viver em Denver, no estado do Colorado, onde as temperaturas são particularmente baixas. Isso poderá desacelerar o processo de decomposição da comida.

 

PS: gostei particularmente da explicação final...

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


4 comentários

Sem imagem de perfil

De Branquinha a 13.04.2010 às 11:07


Eu confesso que de vez em quando vou ao MCDonalds mas é comida que se come e depois fica-se com fome. Fazer bem aquilo não faz, se não não era junk food, não é? Nada como uma alimentação variada!

***
Imagem de perfil

De suzi a 13.04.2010 às 15:47

Vi isto na televisão, compararam um hamburguer normal com outro do Mc Donald's! Blharrrrg! Se eu já não gostava muito agora nem tenho coragem de ver os meus filhos comerem-nos!
Sem imagem de perfil

De Gata Preta a 13.04.2010 às 23:57

"alguns críticos chamam a atenção para o facto de Joann Bruso viver em Denver, no estado do Colorado, onde as temperaturas são particularmente baixas. Isso poderá desacelerar o processo de decomposição da comida"...
Lol...seguindo esta linha de pensamento, os Russos, por exemplo, só precisam de abastecer a dispensa...desde que tenham hamburgers do mac,estão abastecidos para qualquer crise...
Oh por favor! Tenham dó!
Só vos digo, ir ao mac, para mim, é sinónimo de complicações... o meu organismo precisa de dias para recuperar o seu estado normal.
Sem imagem de perfil

De Registo Nacional de Controlo do Peso a 16.04.2010 às 15:16

A experiência desta nutricionista no McDonalds simplesmente remete-nos para uma verdade que há muito conhecemos... Este tipo de alimentação não é com certeza o mais equilibrado , sobretudo para quem procura iniciar um processo de perda de peso.
De qualquer forma aproveitamos para lançar um desafio aos leitores deste blogue e não só!
Existem pessoas que conseguiram resistir à "tentação" de bombas calóricas como é o caso do McDonald's e que conseguiram perder e manter o peso.

Essas pessoas são verdadeiros casos de sucesso que nos podem ajudar a identificar os métodos associados à perda de peso bem sucedida e, simultaneamente, descrever as estratégias de manutenção do peso adoptadas. Pessoas que ao participarem no Registo Nacional de Controlo de Peso , poderão com o seu exemplo ;inspirar outras e ajudá-las a ter sucesso na gestão do peso corporal.
O Registo Nacional de Controlo do Peso é um registo nacional voluntário de pessoas com sucesso na redução estável do peso.
A informação deste registo integra-se nos objectivos do Observatório Nacional de Obesidade e Controlo do Peso,liderado pela Sociedade Portuguesa para o Estudo da Obesidade.

Está enquadrado por uma parceria entre a Faculdade de Motricidade Humana Direcção Geral da Saúde - Plataforma Contra a Obesidade para iniciativas no âmbito da prevenção da obesidade.
O recrutamento para o Registo está aberto em permanência!

Por isso, se conhece alguém que tenha mais de 18 anos de idade e que tenha perdido , pelo menos, 5kg do seu peso corporal nos últimos 15 anos e tenha conseguido mantê-lo pelo menos por 1 ano, é um caso de sucesso que merece ser estudado

Saiba mais em "http://www.registodopeso.net/ e visite-nos na nossa página no Facebook.

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2005
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D


Links

A Dieta

Indice

Úteis

Blogs

Pesagens

Links