12.2.08

Olá ninas, peço desculpa pelo testamento que vou deixar aqui, mas achei que é de extrema importância lerem isto. Nem que leiam aos bocados,  mas leiam. Retirei doutro blog

 

 

 

Este texto pertence a um e-mail escrito por Raymond Roy Nakash que foi divulgado pela internet em Inglês.

Nós achamos por bem traduzi-lo e partilhá-lo, aqui está!

 

As iniciais GMS significam Glutamato Mono-Sódico.

O aditivo da comida “GMS” é um Veneno Lento. O Veneno Lento GMS esconde-se atrás de 25 ou mais nomes, assim como “Sabor Natural”. O GMS está também nas marcas de café Tim Horton e outras semelhantes!

Perguntei-me a mim mesmo se podia haver um químico real que está a causar a epidemia de obesidade massiva, tal como um amigo meu fazia a mesma pergunta, John Erb.

Ele era um investigador assistente na Universidade de Waterloo em Ontário, Canadá, e passou anos a trabalhar para o governo. Fez uma descoberta surpreendente enquanto lia jornais científicos para um livro que estava a escrever “O Envenenamento Lento da América”.

Em centenas de estudos por todo o mundo, cientistas estavam a criar ratos e ratazanas obesos para usar em estudos e testes de dieta ou diabetes. Nenhuma raça de ratos ou ratazanas é naturalmente obesa, então os cientistas têm de os criar. Eles fazem-nos criaturas morbidamente obesas injectando-lhes GMS quando são recém-nascidos. O GMS triplica a quantidade de insulina que o pâncreas cria. Fazendo com que os ratos (e humanos?) se tornem obesos. Eles até têm um título para os roedores gordos que criam: “Ratos tratados com GMS”

Eu também fiquei chocado. Entrei na minha cozinha, revistei as prateleiras e o frigorífico. O GMS estava em todo lado!

A sopa Campbell, os Doritos de Hostess, as batatas fritas com sabor Lays, os Hambúrgueres Betty Crocker, os molhos enlatados Heinz, as refeições congeladas preparadas Swanson, molhos das saladas Kraft, especialmente as “saudáveis e baixas em calorias”.

Os artigos que não tinham GMS na etiqueta do produto tinham algo chamado “Proteína Vegetal Hidrolisada”, o que é apenas outro nome para Glutamato Monossódico (GMS).

Foi chocante de ver a quantidade de alimentos com que alimentamos os nossos filhos diariamente e que estão cheios desta substância.

Eles escondem o GMS atrás de vários nomes diferentes com o intuito de enganar aqueles que cuidadosamente lêem a lista de ingredientes, para que não se apercebem. (Outros nomes para GMS: “Accent”, “Aginomoto”, “Suavizante Natural de Carnes” etc.) Mas não para aí.

Quando a nossa família saía para comer, começamos a perguntar nos restaurantes que itens do menu tinham GMS. Empregados, e mesmo os gerentes, juravam que não tinham usado GMS. Mas quando perguntamos pela lista de ingredientes, que eles disponibilizaram, tivemos a certeza absoluta que o GMS e a Proteína Vegetal Hidrolisada estavam por todo o lado. Burguer King, Mcdonalds, Wendy’s, Taco Bell, todos os restaurantes, até os que não são de Fast Food como o TGIF, Chilis’, Applebees e o Denny usam GMS em abundância.

Kentucky Fried Chicken pareceu ser o PIOR transgressor: GMS estava em todos os pratos de frango, extras de salada e molhos. Não admira que eu gostasse de comer aquela cobertura da pele, a sua especiaria secreta era o GMS!

Então porque é que o GSM está em tantos alimentos que nós comemos?.. É um conservante ou uma vitamina? Segundo o meu amigo John, não. No livro que escreveu, uma exposição sobre a indústria de alimentos aditivos chamado “O Envenenamento Lento da América” ele disse que o GMS é adicionado à comida devido ao efeito viciante que tem no corpo humano http://www.spofamerica.com

Até a propaganda na internet patrocinada pelo grupo do lobby dos fabricantes de alimentos que apoiam o GMS em: http://www.msgfacts.com/facts/msgfact12.html explica que a razão pela qual eles o adicionam à comida é para fazerem as pessoas comerem mais.

Um estudo realizado a pessoas idosas mostrou que as pessoas comem mais da comida à qual esta substância é adicionada. O grupo do lobby da Associação de Glutamato diz que comer mais beneficia os mais idosos, mas o que faz aos que restam de nós? “Aposto que não consegues comer só um”, toma agora um significado completamente novo no que diz respeito ao GMS! E nós perguntámo-nos porque é que a nação está com peso a mais? Os próprios fabricantes de GMS admitem que vicia as pessoas aos seus produtos. Fazem com que as pessoas escolham os seus produtos em vez de outros, e fazem com que as pessoas comam mais disso do que comeriam se o GMS não fosse adicionado.

Não só está provado cientificamente que o GMS causa obesidade, como é uma substância viciante! Desde a sua introdução no abastecimento na comida Americana há cinquenta anos atrás, o GMS tem vindo a ser adicionado em maiores e maiores doses nas refeições pré-embaladas, sopas, snacks e fast foods que nos sentimos tentados a comer todos os dias. O FDA não colocou limites sobre as quantidades que podem ser adicionadas à comida. Eles alegam que é seguro comer em qualquer quantidade. Como é que eles podem alegar que isso é seguro quando há centenas de estudos científicos com títulos como este?!:

“O rato obeso de Glutamato Monossódico (GMS) como modelo para o estudo do exercício na obesidade.” Gobatto CA, Mello MA, Souza CT, Ribeiro A.Res Commun Mol Pathol Pharmacol. 2002.

“A Adrenalectomia anula a libertação da serotonina hipotalâmica induzida pelos alimentos tanto nos ratos normais como nos ratos Glutamato Monossódio - obesos.” Guimarães RB, Telles MM, Coelho VB, Mori C, Nascimento CM, Ribeiro Brain Res Bull. 2002 Agosto.

“Obesidade induzida por tratamento neonatal de glutamato monossódio em ratos espontaneamente interactivos: um modelo animal de múltiplos factores de risco.” Iwase M, Yamamoto M, Iino K, Ichikawa K, Shinohara N, Yoshinari Fujishima Hypertens Res. 1998 Mar.

“Lesão hipotalâmica induzida por injecção de glutamato monossódio em períodos de lactância e subsequente desenvolvimento de obesidade.”Tanaka K, Shimada M, Nakao K. Kusumoki Exp Neurol 1978 Out.

Sim, este último estudo não foi um erro de tipografia, FOI escrito em 1978. Tanto a “comunidade de investigação médica” como os “fabricantes de alimentos” sabem dos efeitos secundários durante décadas! Muitos mais estudos mencionados no livro do John Erb relacionam o GMS com a Diabetes, Enxaquecas e dores de cabeça, Autismo, ADHD e até a Alzheimer. Mas o que podemos fazer para que os fabricantes de alimentos deixem de por o “engordador” e viciante GMS nos nossos alimentos e deixem de causar a epidemia de obesidade que vemos agora?

Mesmo agora enquanto estamos a ler isto, G. W. Bush e as suas companhias partidárias estão a implementar um Documento no Congresso chamado “Responsabilidade Pessoal no Acto de Consumir Alimentos” também conhecido como “O Documento Cheeseburguer”, esta lei varredora proíbe qualquer pessoa de acusar os fabricantes, vendedores e distribuidores de alimentos. Ainda que eles propositadamente adicionem um químico viciante aos seus alimentos. Leia você mesmo sobre isto em: http://www.wnho.net/cheeseburger_bill.htm

O Documento já foi apressado através da Casa de Representantes, e já deve estar pronto para ser selado no Senado. É importante que Bush e as suas companhias partidárias tenham isto pronto antes que os média deixem toda a gente saber sobre o “GMS, a Nicotina intencional dos alimentos.”

Alguns meses atrás, John Erb levou o seu livro e as suas preocupações a um dos mais altos governadores oficiais para a saúde no Canadá. Enquanto estava sentado no escritório do Governador, o oficial disse-lhe “Claro que sei quão mau é o GMS, eu não tocaria nessa substância!”, mas este governante de topo recusou-se a contar publicamente o que sabia.

Os grandes dos média também não querem contar isto publicamente, receando problemas jurídicos com a sua publicidade. Parece que a descida da indústria da fast food pode magoar a sua margem de lucro. Os produtores de alimentos e restaurantes têm vindo a viciar-nos nos seus produtos desde há anos, e agora nós estamos a pagar o preço disso. As nossas crianças não devem ser amaldiçoadas com a obesidade causada por um aditivo de alimentos viciante.

Mas o que posso eu fazer sobre isso?…Sou só uma voz! O que é que eu posso fazer para parar com o envenenamento das nossas crianças, enquanto os nossos governos asseguram protecção financeira à indústria que nos está a envenenar!

Este e-mail está a sair agora para toda a gente que conheço na tentativa de lhes contar a verdade que as companhias (empresas) propriedades de políticos e os media não lhes contarão. A melhor maneira de se ajudarem e salvarem-se a si mesmos e aos seus filhos desta epidémica droga-induzida, é encaminhar esta mensagem para toda a gente. Com um pouco de sorte, circulará pelo globo antes que os políticos passem a legislação que protege aqueles que nos estão a envenenar. A indústria alimentar aprendeu muito com a indústria do tabaco. Imaginem se as grandes tabaqueiras tinham passado um documento como este antes de alguém soprar o apito sobre a nicotina.

Se você é um dos poucos que ainda pode acreditar que o GMS é bom para nós, e não acredita no que o John Erb esteve a dizer, veja por si mesmo. Procure na Biblioteca Nacional de Medicina*, em http://www.pubmed.com escreva as palavras “Obesidade GMS” e leia alguns dos 115 estudos médicos que aparecem.

*Este site é de língua Inglesa, daí a pesquisa só pode ser feita também em Inglês.

Nós o público, não queremos ser ratos numa experiência gigante e não aprovamos os alimentos que fazem de nós uma nação obesa, letárgica, carneiros viciados, alimentando a indústria alimentar de topo, enquanto esperamos pelo transplante de coração, pela imputação induzida pela diabetes, pela cegueira ou outras desordens que ameaçam a vida induzidas pela obesidade. Com a sua ajuda podemos por um fim a este veneno. Faça a sua parte enviando este e-mail ou distribuíndo isto depois de imprimido a todos os seus amigos por todo o mundo e parem este “Envenenamento Lento da Humanidade” pela indústria de alimentos embalados.

Soprar o apito para alertar sobre o GMS é da nossa responsabilidade, que a informação seja espalhada.”

-Raymond Roy Massry Nakash

link do postPor buxi, às 07:29  Comentar

De Branquinha a 13 de Fevereiro de 2008 às 10:23
Oi!bem, o artigo é muito bom e dá que pensar visto que quando comemos esses alimentos, temos tendência para sentir fome logo de seguida. É um negócio que joga com biliões de dinheiro e nós somos as vítimas. Temos de ter muita atenção ao que comemos. Obrigada pelo artigo, foi mt elucidativo!

De Carla a 28 de Julho de 2008 às 05:09
Bom...além disso tudo ja está provado que o acúmulo de Glutamato pode levar à Esclerose Lateral Amiotrófica que se trata de uma doença degenerativa fatal e à doença de Parkinson!
A situação do Glutamato é mais séria do que se parece...

RSS

Pesquisa de artigos :
 







livro gratis sugar blues em portugues

livro gratis sugar blues em portugues

livro gratis sugar blues em portugues




Arquivos
2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


2005:

 J F M A M J J A S O N D


Visitas