22.7.09

Estive a ver um filme que recomendo a todos - Generation RX - onde fala da medicação dada de Prozac ( Fluoxetina ) e dos efeitos secundarios. Num ano causou a morte de 2000 jovens, suicidios em jovens. Aquelas noticias de jovens na america que desataram aos tiros em escolas e no fim se suicidaram, estavam a ser medicados.

O filme fala no aspecto de serem os proprios medicamentos a provocar estes actos.

Depoimentos de variadas pessoas que tomaram Prozac.

Fica aqui o trailer. Podem também ver o filme completo aqui

 

 




 

 

Não seria mais saudável e económico cortar o mal pela raiz?

Evitem alimentos com quimicos.

 

 

 

 

 

link do postPor buxi, às 22:40  Comentar

De anasakura a 23 de Julho de 2009 às 09:01
gostei deste post. já em tps falei nos efeitos secundários deste principio activo. è curioso k um anti depressivo csg ele pp provocar uma apatia tão gd nos pacientes e provocar situação de tamanho desprendimento emocional. Em tps li no expresso k o principal problema dest activo é precisamento o facto de o paciente sofrer d uma desvalorização de emoções e sentimentos (k podem conduzir ao desapego emocional em relação á familia e aos amigos por exemplo) ou, por outro lado uma intensificação de senrimntos deprexivos e autodestrutivos k podem conduzir respectivament a tendncias suicidas e a comportamntos agrexivos.
E axo ké mt bom frizar o ké de facto este medicamento pois cd x + os endocrinologistas o receitam no ambito da dieta como redutor de apetite e acelerador do metabolismo. Eu pp antes d iniciar o blog andei num endocrinologista k m receitou fluoxetina e poxo-t dizer k os efeitos psicologicos da coisa em mim foram os + variados. Senti (e acrdita k n foi um comportamnt sugestionado) k o meu humor bipolarizava mesmo mt pelo k tinha crises de ira (por nd) ou k andava mt abatida (por nd) ou k andava completamnt electrica e euforica (tb por nd)

De luxas a 23 de Julho de 2009 às 09:27
Como são uteis os teus posts, sempre k tive depressões tomava esses ditod cujos, e não aconselho a ninguem, tentei o suicidio o ano passado, mas graças a Deus acabou tudo em bem.

Beijos

De EU VOU CONSEGUIR a 23 de Julho de 2009 às 09:30
Bom, agora fikei mesmo assustada....é ke eu estou a tomar fluoxetina, mas não sinto nada dessas coisas....isso assusta-me....nem vou dizer mais nada, pk tou....atónita!!

kiss

De Sofia a 24 de Julho de 2009 às 00:06
Seria bem mais fácil, sim!!!
Olha, tenho noção que ainda ingiro alimentos que contem aspartarme e glutamato (tb é preciso ter calma comigo, né? tou no inicio da batalha!!hehhe!),mas tb tenho noção que já reduzi e mt o seu consumo, até porque passei a ter mais atenção aos rótulos dos alimentos, e já noto uma diferença tãaaaaaaaao grande! na ansiedade, então...ui! consigo estar bem mais calma!!

Miiga!! Espero que esteja tudo bem ctg!:))
beijos enormessssssssssss

De Miss Princess a 24 de Julho de 2009 às 04:12
Buxi!!
Bem, devo dizer que este teu post está um espectáculo!
Esse esquema, é mesmo o resumo verdadeiro e genuino das coisas.
Eu sou a prova viva disso amiga, começei com os lights e os químicos e engordei quase 20 kg com essa m***** dessa compulsão.
De seguida, fui á médica para ver se havia alguma maneira de resolver isto...Resultado: Vou-lhe passar uma Fluoxetina!!
Eu, feita estúpida, fui na dela e ainda tomei aquilo durante uma semana, e, aconselho vivamente a que ninguém tome, para além de me aumentar a porcaria da compulsão, fazia-me imenso sono e eu á noite nao conseguia dormir e enfiava-me na cozinha...Em relação ao efeito calmante do medicamento, talvez me sentisse um pouco mais calma nos primeiros dias. Agora, em relação ao efeito inibidor do apetite, nao notei nada, querida.
Aco, inclusivamente, que o facto de comer mais e ver o ponteiro da balana subir, me punha ainda mais nervosa...Mas, como a médica, convencida de que eu comia por nervosismo e não por gula, quis-me aumentar a dose!!
Eu, disse que sim, que ia aumentar (mentira, eu deixei, tomei uma semana a primeira dose recomendada e larguei, só para cá em casa não me chatearem que os médicos e que teem razao e que uma badameca de 18 anos não tirou medicina nem sabe nada da vida)...Acabei, passado um mes, por dizer que nao tomei quase nenhuns, quando a minha mae foi a farmacia e perguntou-me se era preciso mais remedios daqueles. Ai, disse a verdade, nao a ia fazer gastar dinheiro a parva.
Mas enfim, dou graças a deus por largar aquilo. Pois, para alem de nao me resolver o problema, ainda criava dependecia ao medicamento, antidepressivos sao drogas, ainda para mais, na minha idade, acho que so mesmo em casos muito excepcionais de graves depressoes, deveriam recomendar este tipo de coisas. Ainda por cima eu, que sempre fui contra os medicasmentos, mesmo quando tenho uma constipação, fico-me pelos chazinhos e essas coisas assim, o meu organismo habituou-se desde sempre a curar-se por si mesmo, e a minha constipação dura uns meros 2 ou 3 dias. Nunca mais voltei a apanhar febre! =)
Beijokinhas*

De Miss Slim a 24 de Julho de 2009 às 18:03
Tens toda a razão, sou a favor de cortar o mal pela raiz.
Mas como tenho a mania de ler as bulas todas, e sou adepta da medicina natural e chinesa sem quimicos, muito raramento caiu nessa armadilha.

Aliás tenho até medo desses Prozacs da vida.
Mas há pessoas que não podem passar sem, nos Estados Unidos então é de gritos, usam e abusam e como .

Muito Bom este post :)

Bjo

De Ana C a 25 de Maio de 2010 às 09:26
Cada caso é um caso. Eu tomo fluoxetina há 1 mês e sinto-me super bem. Finalmente consigo pensar na minha vida com calma e serenidade. Uma semana de toma de anti depressivo não chega! Tem que tomar durante 2 meses no mínimo. E tem que tentar ir a um bom psiquiatra. E falar a verdade toda de seu problema. E aceitar uma ajuda. Eu era contra medicamentos, mas posso dizer que ainda bem que estou tomando agora. Agora sim, tenho a cabeça equilibrada para poder resolver de verdade os meus problemas. Cada pessoa reage de forma diferente aos químicos, às vezes é preciso experimentar até acertar. Se não precisar dos químicos, melhor ainda! Mas contra a deficiência de valores de serotonina no cérebro, não há milagres que ajudem....apenas químicos...

De stemar a 17 de Setembro de 2010 às 22:11
Boas....

Eu tomo desde 2008 e ainda bem. Não sei o que seria de mim sem o Fluoxetina. De facto foi a solução para conseguir ver uma saida para os meus problemas. Concordo que criei uma dependencia e ao tentar deixar repentinamente sem fazer o desmame, tive uma grande recaida da depressão. Mas agora estou medicada novamente e encontro-me bem novamente. É um facto que é necessário algum tempo de tratamento para que seja possivel ver efeitos positivos. O organismo não tem capacidade de combater todas as "deficiencias" sozinho e de facto o Fluoxetina, recomendado e tendo acompanhamento médico pode ser muito benefico em casos de depressão profunda. É também aconselhado por medicos conhecidos como o Dr Póvoas, nos seus tratamentos de emagrecimento. A compulsividade de comer, pode ser controlada. Basta ser-se honesto com o médico e dizer que esta a acontecer. Embora cada caso seja um caso diferente, estou bastante satisfeita com os resultados que me tem proporcionado.

BJX

RSS

Pesquisa de artigos :
 







livro gratis sugar blues em portugues

livro gratis sugar blues em portugues

livro gratis sugar blues em portugues




Arquivos
2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


2005:

 J F M A M J J A S O N D


Visitas