14.12.08

Cada vez mais pessoas recorrem à banda gástrica como forma de combaterem a obesidade. Os riscos associados à cirurgia são, no entanto, ainda pouco conhecidos.

Considerada pela Organização Mundial de Saúde (OMS) "um dos grandes desafios da saúde pública do século XXI", a obesidade é actualmente um problema com sérias proporções, atingindo sobretudo os países mais desenvolvidos.

 

Portugal encontra-se numa das posições mais desfavoráveis do cenário europeu. Segundo a Direcção-Geral de Saúde (DGS), cerca de 15% da população portuguesa está clinicamente obesa. A situação é ainda mais grave no caso da obesidade infantil que está a aumentar exponencialmente. Cerca de sete em cada dez crianças estão acima do peso.

 

A colocação de uma banda gástrica é uma das soluções mais procuradas pelos indivíduos com obesidade mórbida para baixarem os números da balança e da roupa. Os resultados, porém, nem sempre são os desejados. Apesar de a taxa de sucesso rondar os 90%, a verdade é que os outros 10% correspondem a casos de insucesso, onde se incluem os doentes que não atingem os 25% de perda de peso.

 

Embolia pulmonar, infecção do local do port, ruptura do tubo que liga o port à banda, deslocação do port, deslizamento gástrico, dilatação da bolsa gástrica, migração intra-gástrica são os problemas que podem ocorrer em pessoas com banda gástrica.

Segundo António Sérgio, considerado o “pai" da banda gástrica em Portugal, um dos problemas mais comuns é a infecção da prótese. A complicação mais grave é, porém, a infecção da banda, obrigando, muitas vezes, à sua extracção.

 

A dilatação gástrica é uma das complicações que pode surgir após a cirurgia bariátrica. De acordo com o gastrenterologista, este problema tem a ver com a forma como as pessoas ingeremingerem os alimentos. “É dito às pessoas que quando fazem a cirurgia devem mastigar os alimentos muito bem. Esta é uma situação que acontece em 2% da população", referiu.

Um outro problema é o estômago poder meter-se por debaixo da banda, originando uma espécie de hérnia. “Este problema era mais frequente nos primeiros casos com banda gástrica", salientousalientou António Sérgio, apesar de existirem testemunhos recentes que dizem ter sofrido esta complicação.

 

Foi o que aconteceu com Cármen, nome fictício de uma vítima de obesidade mórbida, que, em 2004, foi internada no hospital da Prelada, no Porto, para se submeter a uma cirurgia com banda gástrica. Depois de muitas idas ao hospital para ajustar a banda, o estômago “acabou por se introduzir no seu interior, causando uma uma infecção intra-abdominal grave". Ao tentarem resolver o problema, “os médicos não conseguiam encontrar a banda e por isso, foram obrigados a fazer uma intervenção de urgência para repor o estômago", revelou.

Questionado sobre as causas que explicam a taxa de insucesso da banda, António Sérgio não hesita em afirmar que “há equipas em médicas sem preparação médica e sem condições para efectuarem as cirurgias".

 

Fonte

link do postPor buxi, às 14:25  Comentar

De CC a 15 de Dezembro de 2008 às 10:41
Oi...

Credo! Nunca pensei... Aliás eu só faria se o médico me dissesse que era um caso de vida ou morte... Se não emagrecer por mim, paciência, ficarei assim....

Boa Semana
Beijo Light
CC

De Anónimo a 26 de Março de 2009 às 15:54
tenho uma prima que se vai sujeitar a isso. A medica ja lhe deu a dieta para ir fazendo e ja perdeu 9 kilos. Nao entendo porque uma pessoa se sujeita a tal operacao quando SO fazendo a dieta ja perdeu 9 kilos. E ridiculo.

De Anónimo a 28 de Março de 2009 às 20:29
è triste ningem compreender que a obesidade é uma doença... O pouco que tu comes é ingerido pelo teu organismo causando aumento de peso apenas pelos pequenos erros que todos cometem. è triste quando tu és gorda e estas a comer um gelado ou um pastel numa padaria e todos comentam "por isso é k ela é gorda" mas esqueces-te k todas as pessoas que lá estão comem a mesma coisa mas os teus olhos só vê a gorda a comer...
é muito triste tu fazeres dieta e emagreceres e quando paras a dieta engordar tudo o k emagrecestes... Não critiques o que não conheces...

De Banda Gastrica a 15 de Junho de 2010 às 11:37
Estou completamente de acordo. As pessoas não são todas iguais, nem os seus metabolismos.

De P. Choudhary a 15 de Dezembro de 2010 às 10:11
Concordo plenamente. Os obesos sao tiranizados e aponta-se-lhes o dedo quando uma vez por outra comem um pastel, uma refeicao mais farta, com mais calorias, etc. É uma questao de metabolismo. Eu sou obesa, e tenho muito cuidado com o que como, contudo de vez em quando permito-me comer algo que me seja proibido, para desougar. Até porque podemos comer de tudo, desde com com peso e medida. 
Em 2003 fiz a banda gastrica. No primeiro ano consegui emagrecer quase 60 kgs. Depois, talvez devido a algum esforco feito no trabalho, comecei a ter problemas com o port e deixei de perder peso. 1o. o port virou-se, pelo que o médico tinha muita dificuldade em acertar para calibrar a banda. Chegou ao ponto de ter de ir à op para ter ajuda de um aparelho de rx especial. Depois, tive uma ruptura no músculo onde estava afixado o port, e as dores eram insuportáveis. Com ajuda de analgésicos e tratamento, acabei por melhorar. Entretanto emigrei para a Alemanha. 4 anos sem supervisao e calibramento, acabei por engordar novamento os quilos perdidos, apesar de todo o cuidado que tinha. Durante estes 4 anos, felei com o meu médico de família aqui na Alemanha, mas ele simplesmente nao queria acreditar e recusou-me ajuda (entretanto, em 2007 foi-me diagnosticado um tumor benigno no estomago e foi entao que ele acreditou que eu tinha a banda, pois a endoscopia comprovou-o). Quando o ano passado atingi os 150kgs (após muitas tentativas frustadas de perder peso) lá consegui convence-lo e mandou-me para um especialista na Univ. de Erlangen (a cidade universitária). Lá também nao conseguiam encontrar o port, e ao fim de duas horas e muitas picadelas resolveram enviar-me para o especialista do Hosp. de Schwabach. Em 03/2010 fui novamente operada, onde me trocaram o port e o tubo. Mas continuava sem perder peso, apesar do médico calibrar a banda constantemente. Agora ele diz que a banda estará danificada, talvez um buraco, por onde perde o líquido, pois após calibrar ela fica sem o volume desejado. Resultado, em Janeiro vou ser novamente operada para retirar a banda e após 2/3 meses devo fazer o bypass, pois ele diz que será a melhor solucao para mim. Como podem ver, é uma luta contínua e por vezes infrutífera a luta contra a obesidade. Por momentos tenho vontade de mandar tudo àquela parte, mas logo a seguir recomponho-me e continuo a minha luta. É uma caminhada com muitas provas e entraves, mas tenho a certeza que vou sair vitoriosa. Por mim e pela minha saúde.
A todos os que lutam contra a obesidade, nao se deixem abater apesar das contrariedades. E o que os outros dizem leva o vento. 

De Sandra a 11 de Fevereiro de 2011 às 13:55

Caros amigos(as)

A minha experiência com a banda gástrica não poderia ser melhor, fui operada pelo Dr. António sérgio no Porto. Foi uma operação á qual não me custou nada, a recuperação foi rápida e sem dores. Em 9 meses perdi 42 kgs que era o que necessitava, ao fim destes 6 anos após a cirurgia mantenho o meu peso ideal (62kg) sem ter tido qq problema e continuar a comer o q gosto com moderação, deixem-me dizer que só fiz um ajustamento á banda. Tive o meu 3º filhote á 1 ano e continuo sem qq problema. Sei que o meu caso é um exemplo desta cirurgia, mas o que eu aconselho a quem quer fazer esta operação é na escolha do cirurgião, pois tenho a certeza que o mais importante. Sou a favor desta cirurgia a 100% e apoio quem quer q seja a faze-la. Ao Drº antónio Sérgio devo-lhe a minha vida pois se não fosse ele talvez eu já cá não estaria. Meus amigos desejo-vos muitas felicidades e muita saúde.

De lmtmoreira a 8 de Junho de 2011 às 11:45

Olá Sandra eu também pretenço ao distrito do Porto diz-me onde posso ir a uma consulta desse Drº António Sergio o mau email é lmtmoreira@sapo.pt (mailto:lmtmoreira@sapo.pt) 

De VANDA a 31 de Julho de 2011 às 19:41
Fiz a banda gastrica em 03/2010 já sai do centro cirurgica com uma calibragem de 1 cc, após a cirurgia emagreci 13 kg. Em maio fui ao consultório e tive a noticia que o portal estava virado.  Demorou 05 meses para o convenio liberar a cirurgia novamente, em outubro coloquei o portal em seu devido lugar e na cirurgia ele fez mais uma calibragem de 1 cc, mais ate agora não consegui perder mais nenhuma grama, fico desiludida. Por isso gostaria de saber quantos cc de ajuste vc tem e qual dieta vc segue???

De VANDERLI a 31 de Julho de 2011 às 19:43

Sandra me ensina seu segredo pois já tenho mais de 01 ano operada e não consigi perder peso.

De VANDA a 31 de Julho de 2011 às 19:54

Sandra, fui operada em 03/2010 em 10/2010 tive que colocar o portal no sitio pois ele havia virado, meu medico já fez 03 calibragem de 1 cc cada uma e eu não consigo perder peso de jeito nenhum, me diz qual a calibragem da sua banda?

De carla a 9 de Julho de 2011 às 21:45

ola tou para fazer a cirurgia de reduçao de estomago,o meu medico ainda nao sabe qual das cirurgias é a melhor para o meu caso..gostaria de saber se alguem sabe o preço (mais ou menos) da cirurgia para poder orientar as finanças...tou farta de pesquisar na net mas n encontro nada sobre preços..
obrigada 

De VANDA a 31 de Julho de 2011 às 19:46

Sandra quantos cc a sua banda foi calibrada??? Fiz a cirurgia em 03/2010 tiver problema com o portal refiz a cirirgua em 10/2010 e só emagreci 13kg na dieta liquida e cremosa depois não consigui mais perder peso.

RSS

Pesquisa de artigos :
 







livro gratis sugar blues em portugues

livro gratis sugar blues em portugues

livro gratis sugar blues em portugues




Arquivos
2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


2005:

 J F M A M J J A S O N D


Visitas